quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Resistência



Não há amor que não seja efêmero,
Como gelo dentro de um copo d’água.
O tempo passa para todos,
De forma igual,
E no correr das horas é que se constrói o ser.
Parado,
Deixando o tempo passar,
Reclamando da sorte e culpando os outros por seu futuro pobre.
Correria,
Parado não dá para ficar,
O mundo pede reação, reação, reação...
Aos diversos estímulos que por aí estão
E cabe a nós não parar,
Para não viver em eterna obediência.
Competência,
Para o que der e vier,
Nada vai cair do céu,
Como um dom ou dádiva divina.
Os milagres acontecem para quem se esforça para que o impossível aconteça,
Aos que sobem por sobre os outros,
O destino os reserva o kharma,
Tudo que se pode fazer é esperar ele chegar,
Nada fica impune.
Mais gelo na minha água, por favor!
Assim como derrete essas pedras se vai embora meu amor!
Tudo é passado e calejado agora estou,
Preparado e resistente para quando tudo acontecer de novo.
E vai acontecer...

Diogo Ramalho

2 comentários:

Chibi Ahou disse...

Que as mudanças aconteçam, pois que para as mudanças físicas venham as espirituais tem de acontecer.

Diogo Ramalho disse...

Com certeza moça...buscar o equilíbrio entra corpo, mente e espirito.