segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Ela é a mais bela e eu o sortudo que ela ama



E no mundo não havia mulher mais bela,
Toda beleza que há não se compara a dela,
Que insiste em me fazer querer.
Querer dar-te meu mundo,
Meus sentimentos e meus versos,
Por você não mais protesto contra o cupido,
Agradeço e esqueço-me dos erros antigos,
Onde o cupido cego me jogou no limbo.
Hoje não há o que dizer,
Meus atos e gestos são todos por você,
Como a terra que absorve a água depois de chover.
Já não há mais ninguém que me faça esquecer,
A mulher mais bela,
Aquela que eu escolhi pra bendizer
A vida.
E eu me dedico,
Ela me completa,
Eu sinto
E ela me entrega seu amor faminto.
E não há outra mais bela,
Não há Rapunzel,
Branca de Neve
Ou cinderela.
Porque no meu castelo
Só existe lugar para uma princesa
E é você.
Triste são os outros homens,
Que nunca vão entender
Que não há mulher mais bela,
E todas são pequenas e feias
Diante do amor que fazemos acontecer.
E eu completo ela,
E ela só quer saber de mim.
Somos amantes enfeitiçados,
Que parecemos um só,
Não dizemos nada,
Nem precisamos,
Nos comunicamos,
Sem ruídos e boatos.
Amor constante,
Que de tanto amar,
Nossas almas se uniram
E desde então somos um só.

Diogo Ramalho

Um comentário:

Débora Motta disse...

Muito bom!!!!! amei!!