terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Engodo

Quando foi a última vez que você encarou tua alma no espelho?
Quando foi que disparou um revolver sem balas?
Quando tu ouviu a voz de Deus?
A realidade é algo falho,
Acreditamos em coisas que morreram antes dos pais de nossos pais,
Vivemos várias vidas e não conseguimos viver todas de uma vez.
O que tu acredita,
O que tu aprendeu,
É tudo falso!
Nossa verdadeira historia não está escrita,
Nosso destino quem faz somos nós mesmo,
Estamos presos
A dogmas séculares pensamos ter quebrado parte dos grilhões que prendem nossos pés, Continuamos mentalmente presos.
Toda realidade é falsa,
Tudo mentira!
Você é uma mentira,
Todos a sua volta são fantoches de uma mentira maior.
Todos usamos máscaras.
Eu sou uma mentira assim como esse poema,
Enfim mentira vendida como verdade, Mas ainda sim mentira.
Diogo Ramalho

3 comentários:

db disse...

essa poesia me deu um engodo... o que é um bom sinal, né? era isso que vc queria né seu safado?

Putz disse...

o que? era tudo mentira? estou chocado... quer dizer que ue não existo?

putz! disse...
Este comentário foi removido pelo autor.