terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Mais fácil você



Por ti não me calo,

Piso em caco de vidro

E uso coroa de espinho.

Por ti sigo o caminho do Inferno,

Cometo sacrilégios,

Peço o abraço da Morte.

Por ti enfrento um batalhão,

Pego projéteis com as mãos,

E até me prego na cruz.

Por ti enfrento Deus,

Mato o Diabo

E castro os anjos.

Por ti arranco meu coração,

Coloco em vossas mãos

A forma física do meu amor.

Tudo isso por ti.

Diogo Ramalho

Um comentário:

Denny Joplin disse...

Simplesmente inspirador.............
Foi a prova de maor mais linda que já vi em algum poema......
Parabéns poeta......